Estado Islâmico reivindica autoria de ataque que matou policial em Paris
Foto: Reprodução / Twitter

O grupo Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque desta quinta-feira (20) na Champs-Élysées, em Paris. A agência de notícias Amaq, ligada aos extremistas, identificou um dos autores do ataque como um de seus “soldados". Um atirador matou um policial e em seguida foi morto por outros oficiais da polícia local. Autoridades ainda investigam a participação de um segundo suspeito no caso. Mais cedo, o presidente da França, François Hollande, declarou que todas as pistas indicavam que o tiroteio teve "caráter terrorista ". "Estamos convencidos de que as pistas que podem conduzir à investigação e que devem revelar toda a realidade são de caráter terrorista", afirmou Hollande em pronunciamento. Além do policial morto, outros dois ficaram gravemente feridos e um pedestre que passava pelo local do tiroteio também se feriu. 

Histórico de Conteúdo