Polícia investiga envolvimento de jovem no jogo Baleia Azul em Andaraí
Foto: Divulgação

A Polícia Militar verificou nesta sexta-feira (21) um possível caso de jovem envolvido no jogo Baleia Azul na cidade de Andaraí, na Bahia. Um adolescente de 14 anos morador do bairro de Alto do Ibirapitanga apresentava mutilações provocadas por lâminas nos pulsos - uma em formato de baleia e outra em formato de coroa - e dizia estar na quarta fase do jogo. O caso foi denunciado de forma anônima. O garoto relatou a policiais que participava de um grupo no WhatsApp com pelo menos 30 pessoas que participavam do jogo. A guarnição da polícia orientou o menor sair do jogo e orientou a família procurar a delegacia local. O Baleia Azul é um jogo que se espalha por meio das redes sociais em que a vítima é estimulada a cumprir 50 tarefas, sendo que a última delas é o suicídio. Esta semana, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) determinou a adoção de medidas preventivas para proteger e orientar adolescentes com suspeita de participação na atividade (veja mais).

Sábado, 22 de Abril de 2017 - 12:10

Gastronomia saudável: Salvador ganha restaurante com pizza funcional

por Jamile Amine

Gastronomia saudável: Salvador ganha restaurante com pizza funcional
Foto: Jamile Amine / Bahia Notícias

O gosto em receber os amigos em casa, além da necessidade de buscar alternativas mais saudáveis para um dos pratos mais consumidos em todo o mundo, a pizza, foram os pontapés iniciais para o empreendimento tocado por Ana Paula e Eduardo Mônaco, no bairro de Stella Maris, em Salvador. O casal, que inicialmente abriu o espaço gourmet de sua residência para encontros informais, hoje está à frente da Pizzalinha, primeiro restaurante da cidade a oferecer pizza funcional, sem derivados do ovo, leite ou fermento em sua massa, cuja composição leva sumo de vegetais in natura, como aipim, beterraba, espinafre, cenoura, abóbora, cevada, gergelim, linhaça, chia e batata doce. Além dos recheios mais tradicionais, os clientes podem optar ainda por opções vegetarianas e também trocar a mozzarella de vaca ou búfala, por uma versão sem lactose. 

 


Com brócolis, tomate seco, nozes picadas, cebola, mozzarella e azeitonas, pizza Naturally é uma das mais pedidas | Foto: Jamile Amine / Bahia Notícias

 

O cardápio tem ainda pratos executivos, carnes, grelhados, massas, pizzas tradicionais, além de petiscos variados, a exemplo do camarão à dorê, carne do sol, aipim e batata frita, bolinhos e caldos diversos. Outro destaque do restaurante são as cervejas artesanais, os drinks exclusivos e a vasta carta de vinhos. O estabelecimento funciona de terça a quinta-feira, das 11h30 às 23h; sexta a sábado, das 11h30 às 24h e domingos e feriados, das 11h30 às 23h (clique aqui e confira mais informações).

‘Você morre’: Anvisa quer mensagens diretas nos cigarros
Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pretende alterar os textos de advertência dispostos nas embalagens de cigarros, para tons mais incisivos e diretos. De acordo com informações publicadas na Folha de S. Paulo, mensagens como “Você afasta as pessoas”, “Você brocha”, “Você envelhece precocemente”, “Você perde sua liberdade”, “Você tem câncer” e “Você morre”, poderão estar estampadas atrás dos maços de cigarro, se o novo modelo proposto pelo órgão entrar em vigor, após ser submetido a consulta pública. Atualmente, as embalagens apresentam mensagens no topo e no verso, com alusão ao sofrimento, impotência, perigo, toxidade e infarto, acompanhado do jargão “O Ministério da Saúde adverte”. As mudanças sugeridas são algumas das medidas para reforçar o alerta sobre os efeitos do cigarro, já que cerca de 15% dos brasileiros adultos são fumantes. Segundo a Anvisa, "a linguagem objetiva foi escolhida para se diferenciar das propostas até então utilizadas, buscando maior atenção por parte de quem as lê". Ainda de acordo com a agência, a nova proposta tem como base estudos nacionais e internacionais.

 

Juazeiro: MP aciona município para que unidades de saúde funcionem 8h por dia
Foto: Divulgação

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) ingressou com uma ação civil pública para obrigar que o município de Juazeiro, no norte baiano, retome o funcionamento das unidades básicas de saúde da cidade durante oito horas diárias. Em 2016, a Secretaria Municipal de Saúde alterou as regras e reduziu para 32 horas semanais a jornada de trabalho dos funcionários das unidades, o que provocou a diminuição do horário de funcionamento de oito para seis horas por dia. De acordo com a ação, de autoria da promotora Rita de Cássia, o secretário Municipal de Saúde teria confirmado a redução dos horários, com base em uma portaria do Ministério da Saúde, que teria o objetivo de “garantir aos profissionais de saúde condições de se qualificar, aprimorando seus conhecimentos”. No entanto, segundo a promotora, a portaria prevê apenas uma redução provisória. Entretanto, em Juazeiro, o horário, reduzido em novembro, mantém-se o mesmo até o momento. De acordo com o parquet, em visita às unidades, o MP constatou que, em algumas delas, nem mesmo as seis horas estariam sendo cumpridas, com turnos de apenas quatro horas, das 8h às 12h. Para Rita de Cássia, o novo período de funcionamento impede “o acesso à saúde da população que dispõe apenas do turno vespertino para se consultar”.

Liminar determina tratamento imediato de pacientes renais crônicos na Bahia pelo SUS
Foto: Divulgação

A Justiça Federal, por meio de liminar, determinou que a União, Estado da Bahia e Município de Salvador promovam cadastramento, avaliação e efetivo tratamento de terapia renal substitutiva (TRS) a pacientes renais crônicos ainda sem tratamento dialítico. A liminar, expedida na última terça-feira (18), acata pedidos de ação conjunta do Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) e do Ministério Público do Estado da Bahia (MPBA), que denunciam deficiências no atendimento a pacientes em todo o estado. Com a decisão, deve ser assegurada a imediata e ininterrupta assistência aos pacientes renais crônicos em tratamento no Instituto de Nefrologia Diálise e na Clínica Nossa Senhora da Graça, ambos em Salvador. A liminar determina ainda o cadastramento, avaliação e o tratamento dialítico aos pacientes aptos a alta médica, que se encontram internados desnecessariamente. A Justiça dá um prazo de 30 dias para que a União, Estado da Bahia e o Município de Salvador apresentem um Plano Conjunto e Emergencial de Gestão, que demonstre a sistemática e o fluxo de absorção da demanda atual e projetada em todo território baiano. Uma nova audiência está marcada para o dia 31 de maio, para que seja conferido o cumprimento das medidas judiciais. A Justiça Federal analisa também os pedidos do MPF/BA e do MPBA, para a execução do Plano de Gestão e também para que a União, o Estado e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares tomem providências imediatas a fim de que o setor de TRS do Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos promova o cadastramento, a avaliação e o efetivo tratamento de 120 pacientes, assegurado o funcionamento em três turnos. 

 

Sexta, 21 de Abril de 2017 - 13:00

Médica acusada de causar morte de pacientes é absolvida

por Julio Cesar Lima | Estadão Conteúdo

Médica acusada de causar morte de pacientes é absolvida
Foto: Divulgação

A médica Virgínia Soares de Souza, que foi acusada de ter provocado a morte de sete pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico, em Curitiba, foi absolvida por decisão do juiz Daniel Surdi de Avelar, da 2ª Vara do Júri de Curitiba. A decisão ocorreu no início da noite de quinta-feira (20). A Justiça considerou que faltaram provas suficientes que a condenassem. Virgínia e outros profissionais que atuavam na UTI na época das mortes passariam por um júri popular, o que não chegou a ser marcado. A médica também ganhou uma ação de R$ 4 milhões contra o Hospital Evangélico. Ela e os profissionais foram acusados pelo Ministério Público de terem praticado homicídios dolosos duplamente qualificados, além de formação de quadrilha.

Sexta, 21 de Abril de 2017 - 11:40

Polícia busca líderes do Baleia-Azul; investigação tem ramificação internacional

por Roberta Pennafort | Estadão Conteúdo

Polícia busca líderes do Baleia-Azul; investigação tem ramificação internacional
Foto: Marcos Santos/ USP Imagens

"Não é lenda urbana. Estamos numa corrida contra o tempo para garantir a integridade física e a vida das vítimas, porque não sabemos em que etapa do jogo elas estão", afirma a delegada Fernanda Fernandes, responsável pelas investigações do viral Baleia-Azul, que supostamente incentiva suicídios, no Rio. Há investigações online em busca de responsáveis pela iniciativa, que teria ramificações até nos Estados Unidos. As primeiras informações sobre o jogo são de 2015, relatando incentivo ao suicídio propagado pelo Vkontakte (VK), o Facebook russo. Depois, entidades denunciaram o caso como "fake news" (notícia falsa), mas o viral segue avançando. Participantes surgem em grupos fechados, selecionados de madrugada. Na sequência, o administrador, ou "curador", lança desafios, normalmente às 4h20, que incluem de desenho a atividades de risco, passando por mutilações e estímulo ao suicídio. Coordenador do Escritório Brasileiro da Associação Internacional de Prevenção ao Crime Cibernético e comandante do Centro Integrado de Operações da Polícia Militar da Paraíba, o coronel Arnaldo Sobrinho, diz que já foram identificados internautas nos Estados Unidos que atuariam como curadores de grupos dos quais participam adolescentes brasileiros. "São eles quem passam as orientações do tipo excluir uma amizade do Facebook, assistir filmes de terror e assassinato nas madrugadas, até mutilar partes do corpo e subir em prédios para saltar." Relatório detalhado sobre a investigação será enviado à Polícia Federal (PF). De acordo com o chefe de Comunicação Social da PF em Pernambuco, Giovanni Santoro, apesar de não haver registro oficial de morte ligada ao tema no Estado, existem investigações em redes sociais e aplicativos de mensagens sobre supostos contatos entre jovens e curadores - que podem ser enquadrados criminalmente por incitação ao suicídio. A Polícia Civil também anunciou que vai pedir a quebra de sigilos de dados para avançar no rastreamento de aliciadores. A estratégia de mapear as comunidades também é adotada pela Polícia Militar em Mato Grosso. Ali os casos se concentram nas cidades de Vila Rica e Confresa. E há o rastreio de comunidades com até 350 integrantes - em sua maioria adolescentes. "As vítimas tentam sair (do jogo) e não conseguem. As crianças recebem algumas ameaças de morte ou até um tipo de pressão psicológica mesmo, e acabam cedendo", relatou o 10.º Comando Militar. Em Santa Catarina, a Polícia Civil busca os responsáveis por enviar as missões pelo Facebook ou WhatsApp - 9 casos são investigados no Estado. No Paraná, que apura oito casos, o governo do Estado cogita pedir apoio de outras polícias. A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) do Rio confirmou até agora só dois casos de adolescentes que estavam sendo induzidas ao suicídio pelo suposto jogo via internet. Mas por causa do pânico causado por notícias e boatos, a DRCI está recebendo e-mails diários de pais assustados. Em comum, há a frase "Minha filha tentou se matar". Uma avó do interior do Rio levou à polícia carta que mostra intenção suicida da neta, que será chamada a depor. Um pai de Queimados, na Baixada Fluminense, vai levar a filha, que sobreviveu à tentativa de suicídio. São investigados crimes de associação criminosa, ameaça, lesão corporal e homicídio. "Os pais estão começando a cair na real. Eles sempre acham que não tem nada acontecendo, que os filhos são espertos demais para cair nessa. É importante mostrar que não é um jogo, não são desafios para divertir, mas para se matar", diz. Em Brasília, a entrada da Polícia Federal nas investigações foi formalmente solicitada pela Câmara - por solicitação da deputada Eliziane Gama (PPS-MA). No Senado, o jogo foi apontado como justificativa para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar maus-tratos.

 

Mais Médicos: Governo abre edital com 2.394 vagas voltadas para profissionais brasileiros
Foto: Karina Zambrana / ASCOM-MS

O Ministério da Saúde lançou, nesta quinta-feira (20), um novo edital do Programa Mais Médicos, com a oferta de 2.394 vagas, voltadas prioritariamente para profissionais com registro no Brasil. As oportunidades fazem parte do processo de reposição e substituição de médicos da cooperação com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), por brasileiros. Neste processo serão repostas também vagas provenientes de desistências e de encerramento de contrato. Os interessados em ocupar um posto de trabalho no programa devem se inscrever até o dia 26 de abril, por meio do sistema do Programa Mais Médicos, podendo escolher quatro municípios de preferência. A seleção seguirá critérios, como experiência em Saúde da Família ou especialização na área. O resultado das inscrições validadas deve ser divulgado no dia 10 de maio, e a escolha de município está prevista para os dias 11 e 12. Caso nem todas as vagas sejam ocupadas com profissionais formados no país, as oportunidades remanescentes serão ofertadas a brasileiros com diploma estrangeiro (clique aqui para acessar o edital). 

 

Abordagem do paciente em risco de suicídio é tema de webpalestra promovida pela Sesab
Foto: Divulgação

Como parte da força-tarefa criada para prevenir a adesão de jovens baianos da corrente da Baleia Azul (clique aqui e saiba mais), a Secretaria da Saúde do Eatado da Bahia (Sesab) promoverá, na próxima quarta-feira (26), às 14h30, uma webpalestra sobre os “aspectos técnicos e éticos na abordagem do paciente em risco de suicídio”. Durante a ação, a psicóloga do Núcleo de Estudo de Prevenção do Suicídio, Soraya Carvalho, irá interagir com o público, desconstruir mitos e informar sobre os sinais e sintomas da formação da ideia suicida. Os interessados em acompanhar a palestra devem acessar o site do projeto TelessaúdeBA (clique aqui). Segundo a Sesab, o Brasil ocupa a 8ª posição no ranking de países com maior incidência de suicídios, ultrapassando o número de 12 mil casos por ano. Na Bahia, dados preliminares apontam que entre 2010 e 2017 foram contabilizados 3.324 casos de suicídio, sendo que apenas neste ano são 114 registros.

Novo alvo terapêutico para tratamento de leucemia é descoberto
Foto: iStock

O Instituto de Pesquisa contra a Leucemia Josep Carreras (IJC) anunciou a descoberta de um novo alvo terapêutico para o tratamento contra a leucemia mielogênica aguda (LMA). Dirigida pela doutora Ruth M. Risueño, a pesquisa identificou a importância do receptor de serotonina tipo 1 (HTR1) na terapia de combate à doença. O grupo de cientistas detectou que as células leucêmicas expressam em sua superfície o HTR1. A inibição deste receptor acarreta a destruição deste tipo de células leucêmicas, células sanguíneas sadias sofrem efeito mínimo. Segundo a revista Exame, o IJC destacou a importância do HTR1 no desenvolvimento deste tipo de leucemia e identificou este grupo de receptores como um novo alvo terapêutico na LMA com valor prognóstico. As taxas de cura da LMA com quimioterapia são atualmente de 50% a 85%, embora a maioria dos pacientes sofra uma recaída.

Sesab indica medidas de orientação de jovens e adolescentes contra Baleia Azul
Foto: Marcos Santos / USP Imagens

A Secretaria da Saúde do Eatado da Bahia (Sesab) determinou a adoção de medidas preventivas para proteger e orientar adolescentes em razão de suspeitas de tentativas de suicídio estimuladas pelo jogo virtual Baleia Azul. Nesta quinta-feira (20), o secretário da saúde Fábio Vilas-Boas anunciou a criação de uma força tarefa para investigar casos de jovens que procuraram assistência hospitalar nos últimos dias por conta de atos de automutilação e outros ferimentos autoprovocados. Ele também reforçou a importância da atenção dos pais de jovens e adolescentes. “A orientação aos pais e educadores dos jovens é que se registre a ocorrência, seja preservado o material (celular e/ou computador) e prestado atendimento médico imediato”. A Sesab recomenda que caso algum comportamento suspeito seja identificado, a criança ou adolescente deve ser levado para a unidade de saúde mais próxima. A Secretaria determinou ainda que hospitais, prontos socorros, unidades de saúde e demais serviços de atendimento médico na Bahia redobrem a atenção em situações de automutilação e uso inadequado de medicamentos por crianças e adolescentes. Confira os sinais de alerta indicados pela Sesab:

Pesquisadora brasileira é eleita como uma das '100 personalidades mais influentes' de 2017
Foto: Reprodução/TV Globo

Uma cientista brasileira Celina Turchi, da Fiocruz Pernambuco, foi elencada como uma das 100 personalidades mais influentes do mundo de 2017 pela revista americana "Time". A médica teve papel importante nas pesquisas relacionadas à microcefalia e o vírus da zika. A cientista organizou uma força-tarefa de cientistas do mundo todo para realizar os estudos que buscavam entender a relação entre o vírus da zika e a microcefalia. "Uma especialista em doenças infecciosas de Recife, no Brasil - que era o epicentro da primeira grande epidemia de microcefalia associada à zika - Turchi trabalhou sem parar, perdendo refeições e tempo de sono para descobrir o que estava acontecendo", diz o texto de Frieden. "Os estudos de Turchi foram parte de uma investigação de emergência que, em última instância, provaram que o vírus da zika de fato causa microcefalia - algo de que muitos céticos duvidavam", escreveu Tom Frieden sobre no perfil de Celina. Frieden foi diretor dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) até o início de 2017.

Início de 2017 apresenta queda nos casos de dengue, zika e chikungunya em Salvador
Foto: Bruno Concha / Secom

Os primeiros quatro meses de 2017 apresentam queda no número de casos confirmados de dengue, zika vírus e chikungunya em Salvador. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), 116 casos de dengue foram confirmados entre janeiro e abril deste ano. O número é cinco vezes menor que o do primeiro quadrimestre de 2016, quando 626 pessoas tiveram diagnóstico positivo. Quanto à chikungunya, foram registrados 11 infectados até abril contra 79 no ano anterior.  Já o número de pacientes com zika vírus chegou a 15 – menos da metade do que foi computado em 2016, quando 32 pessoas apresentaram sintomas da doença nos meses de janeiro a abril. De acordo com Isabel Guimarães, coordenadora de Vigilância em Saúde da SMS, as ações rotineira de visita a casas para evitar a proliferação do aedes Aegypti terão continuidade. "Caso sejam constatados focos do mosquito, realizamos o bloqueio da área, com dispersão de inseticida. Além disso, são feitas visitas quinzenais a pontos estratégicos como obras, ferros-velhos, cemitérios e borracharias, onde costuma haver concentração de criadouros do mosquito", explica.

Anvisa abrirá consulta pública sobre venda de vacinas em farmácias
Foto: Osnei Restio

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) abrirá uma consulta pública para decidir se vacinas podem ser vendidas e aplicadas em farmácias e drogarias do país. Com isso, pretende-se reforçar a prevenção a doenças e epidemias imunológicas, a exemplo de dengue e febre amarela. Ainda não há data para publicação da consulta, mas a Anvisa já estima seu início para a próxima semana. Qualquer cidadão poderá opinar na elaboração da norma e registrar voto favorável ou não à regulamentação. 

Quinta, 20 de Abril de 2017 - 17:10

Muco de rã indiana pode ser usado no combate à gripe

Muco de rã indiana pode ser usado no combate à gripe
Foto: Sanil George & Jessica Shartouny

Pesquisadores da Universidade Emory, nos Estados Unidos, descobriram que um muco expelido da pele de uma rã indiana pode ajudar no combate a alguns tipos de vírus da gripe. "Rãs diferentes produzem peptídeos (cadeias de aminoácidos) diferentes, dependendo de onde é seu hábitat", afirmou o especialista em gripe e coautor do estudo Joshy Jacob ao ressaltar que os humanos também produzem proteínas que agem como defensoras do organismo. "É um mediador imune natural inato presente em todos os organismos vivos. Acabamos de encontrar um produzido pelo sapo que por acaso é eficaz contra o tipo de gripe H1", completou. Segundo o G1, espécimes da Hydrophylax bahuvistara sofreram pequenos choques elétricos para estimular a secreção dos peptídeos de defesa. Batizado de "urumin", o peptídeo antiviral não é tóxico para mamíferos, mas "parece perturbar a integridade do vírus da gripe, como visto através de microscopia eletrônica", apontou o especialista. Ratos de laboratório foram protegidos contra uma dose letal do vírus da gripe H1 com uso do peptídeo. Os pesquisadores ressaltaram a necessidade de novos estudos.

Alagoinhas: Creches e postos seguem fechados e greve completa 10 dias
Foto: Reprodução / TV Subaé

Algumas creches de Alagoinhas, no agreste baiano, continuam fechadas nesta quinta-feira (20). Além disso, falta médico em postos de saúde e laboratórios da cidade. Segundo o G1, o fato ocorre devido à paralisação de servidores municipais que completa dez dias nesta quinta. O sindicato dos servidores municipais (Sinpa) declarou que a prefeitura não quer cumprir uma lei aprovada pela Câmara de Vereadores em 2016. Conforme o Sinpa, a medida prevê aumento salarial de 7,23 % para parte dos servidores. Na tarde desta quinta, os servidores devem se reunir com a prefeitura para buscar uma solução para a greve. Ainda segundo o site, a secretaria de saúde instalou um esquema de rodízio para dar continuidade à vacinação contra a gripe. A expectativa é que 30 mil pessoas sejam vacinadas nos 23 postos de saúde da cidade. A secretaria de administração informou que 50% dos 2,7 mil servidores aderiram a greve. 

Avanços na luta contra doenças negligenciadas é comemorado pela OMS
Foto: Getty Images

A Organização Mundial da Saúde (OMS) celebrou nesta quarta-feira (19) os "avanços sem precedentes" no combate a 18 doenças tropicais negligenciadas. Além da agência de Saúde da ONU, companhias farmacêuticas e grupos da sociedade civil liderados pela Fundação Bill e Melinda Gates estão envolvidos na luta contra essas doenças, que causam 170 mil mortes anualmente. "É realmente a história de um maravilhoso avanço", afirmou o fundador da Microsoft, Bill Gates, em Genebra. "Nos últimos 10 anos, milhões de pessoas saíram da invalidez e da pobreza graças a uma das colaborações globais mais efetivas na saúde pública moderna", ressaltou a diretora-geral da OMS, Margaret Chan. Um total de 1,6 bilhão de pessoas sofrem com doenças negligenciadas, entre elas mais de 500 milhões de crianças, mas o número diminuiu desde 2010, quando mais de dois bilhões de indivíduos eram afetados por estas patologias, segundo a OMS. As 18 doenças negligenciadas são: úlcera de Buruli, doença de Chagas, dengue, dracunculíase, equinococose, trematodíase transmitida por alimentos, doença do sono (tripanossomíase africana), leishmaniose, hanseníase (lepra), elefantísase, micetoma, cegueira dos rios, raiva, esquistossomose, verminose transmitida pelo solo, teníase/cisticercose, tracoma (conjuntivite granulomatosa) e bouba.

Vendedor descobre que teve rim retirado em cirurgia para corrigir cotovelo quebrado
Foto: Reprodução / TV Asa Branca

Quatro anos após sofrer um acidente de moto e ser submetido a uma cirurgia devido a um cotovelo quebrado, o vendedor Cleiton Oliveira descobriu que um de seus rins foi retirado durante o procedimento. O acidente aconteceu em 2008, em Caruaru, Pernambuco. "É coisa de filme. Coisa que eu não pensava que iria acontecer comigo", disse Cleiton à TV Asa Branca. De acordo com o Hospital Regional do Agreste (HRA), estava agendada apenas a cirurgia do cotovelo, mas a equipe médica decidiu pela realização do procedimento no abdômen com o objetivo de evitar risco de hemorragia. A unidade ainda ressaltou, em nota, que Cleiton foi atendido após um forte trauma e que a direção está à disposição para esclarecimentos. Além do cotovelo quebrado, o vendedor sofreu escoriações no acidente. Ele só descobriu que seu rim havia sido retirado após sentir dores abdominais, em 2012, o que o levou a realizar exames detalhados. "Depois que eu saí da cirurgia [do cotovelo], disseram: 'Você perfurou o baço e a gente teve que retirar'. Eu iria fazer o quê? Já estava cirurgiado. Não podia fazer mais nada. Depois, no trabalho, eu comecei a sentir dores abdominais, cheguei a desmaiar. Fui levado ao hospital de Pesqueira, fiz exames. Em uma ultrassom, descobri que meu baço estava lá e o que faltava era um dos meus rins", explicou. Cleiton procurou a direção do HRA, mas não obteve respostas, então entrou com uma ação de indenização por danos morais. O processo não foi concluído.

Com 70% das obras concluídas, policlínica de Irecê deve ser entregue no 2º semestre
Foto: Divulgação

O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, visitou nesta quarta-feira (19) as obras de construção da policlínica de Irecê. A estrutura está 70% concluída e, segundo a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), beneficiará cerca de 420 mil moradores dos 19 municípios que compõem o consórcio de saúde da região. Para construção e compra de equipamentos da policlínica, o governo do estado investiu cerca de R$ 22 milhões. Sua entrega está prevista para o segundo semestre deste ano. "Com um equipamento como este, estamos trazendo para o interior atendimentos ambulatoriais especializados e exames de média e até mesmo alta complexidade, evitando que a população tenha que se deslocar para Salvador. É um compromisso do governador Rui Costa que está sendo cumprido", afirmou Vilas-Boas. A policlínica oferecerá atendimento médico em diversas especialidades, além de serviços de apoio ao diagnóstico, como radiografia, tomografia, ultrassonografia, endoscopia e a primeira ressonância magnética em unidade pública na região.

Ministério da Saúde entrega equipamentos para ampliação de atendimento indígena
Foto: José Cruz / Agência Brasil

O Ministério da Saúde entregou nesta quarta-feira (19), Dia do Índio, 50 lanchas a motor, 40 geradores de energia e três picapes que beneficiarão 9 mil indígenas e 1.650 famílias ribeirinhas atendidas pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) do Alto Rio Solimões. Localizado na fronteira com a Colômbia e com o Peru, o distrito oferece assistência à saúde a cerca de 65 mil indígenas de diversas etnias, como Tikuna, Kokama, Kaixana, Kanamari, Kambeba, Witoto e Maku-yuhup. No total, foram investidos cerca de R$ 970 mil na aquisição dos equipamentos: R$ 542 mil para as embarcações; R$ 309 mil para os veículos e R$ 119 mil nos geradores. Durante a cerimônia de entrega, que contou com a presença do vice-governador do Amazonas, Henrique Oliveira, e de lideranças indígenas, o ministro interino anunciou que mais R$ 1,3 milhão já foi empenhado para a compra de mais 52 lanchas que deverão ser distribuídas nos próximos três meses. "Temos um compromisso com a saúde indígena. Estes equipamentos são fundamentais para nos aproximarmos das populações indígenas e para que as comunidades tenham acesso aos serviços de saúde", afirmou o ministro interino Francisco de Assis Figueiredo, que substitui o ministro Ricardo Barros no cargo até a próxima segunda-feira, quando ele retorna de uma viagem oficial a Portugal. Dividido em 12 polos base de atendimento, o Dsei tem com uma equipe de 22 médicos contratados por meio do programa Mais Médicos, 38 servidores e 819 prestadores de serviços. O projeto é apontado pelas autoridades de saúde como um exemplo na condução de campanhas de vacinação indígena: quase 95% da população de suas 189 aldeias têm o esquema completo, um dos melhores percentuais de cobertura vacinal da saúde indígena do país. Segundo a Agência Brasil, lideranças indígenas aproveitaram a presença do ministro interino e do vice-governador para cobrar mais atenção do Poder Público às suas necessidades. "O que estamos comemorando aqui é uma pequena coisa diante da dívida histórica que o país tem com os índios. Crianças estão morrendo de diarreia em aldeias que não têm água. Não estamos pedindo favores. Estamos cobrando nossos direitos", afirmou Eládio Rodrigues Kokama, da Organização Geral dos Caciques das Comunidades do Povo Kokama.

Com estoque crítico, Hemoba faz apelo por doações de sangue
Foto: Divulgação

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) fez um apelo à população com o objetivo de estabilizar os estoques de sangue. De acordo com nota enviada à imprensa, houve redução acentuada no número de doadores e aumento significativo de demandas transfusionais. "Os estoques da Hemoba estão apresentando situação crítica, com exceção apenas dos tipos A, B e AB positivo, que nesse momento estão estáveis. Todos os demais tipos, sobretudo os fatores de Rh negativo, estão em falta e precisam de reposição com urgência, sendo que a maior demanda, no momento, é de O negativo e de plaquetas", informa o texto. Além de Salvador, há unidades da Hemoba nos municípios de Eunápolis, Alagoinhas, Hospital do Oeste - Barreiras, Brumado, Camaçari, Feira de Santana, Guanambi , Irecê , Itaberaba, Itapetinga, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Santo Antonio de Jesus, Seabra, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Vitória da Conquista e Valença. Para doar sangue, o candidato deve apresentar documento oficial com foto, pesar acima de 50 quilos, estar descansado, não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores, evitar comidas gordurosas nas quatro horas que antecedem a doação e ter entre 16 e 69 anos - menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal. Candidatos à doação de sangue que tenham sido vacinados recentemente contra febre amarela ficam inaptos por quatro semanas, a contar da data da vacinação.

Unicef lança campanha pela importância do trabalho de parto espontâneo
Foto: Gadi Yampel / IDF

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) alertou nesta quarta-feira (19) para a importância do trabalho de parto espontâneo para a saúde da mãe e do bebê, com o lançamento da campanha "Quem espera, espera". O objetivo do órgão é sensibilizar mulheres e suas famílias sobre o direito das crianças de nascer na hora certa e alerta que bebês nascidos antes do trabalho de parto espontâneo estão mais sujeitos a problemas de saúde. De acordo com a análise divulgada pela organização, cada semana a mais de gestação aumenta as chances de o bebê nascer saudável, mesmo quando não há mais risco de prematuridade. As últimas semanas de gestação permitem mais ganho de peso e maturidade cerebral e pulmonar. Segundo a Agência Brasil, a Unicef apontou que o grande número de nascimentos entre a 37ª e a 38ª semanas de gestação está associado ao elevado número de cesarianas eletivas, sem fatores de risco que justifiquem a cirurgia, realizadas antes do trabalho de parto espontâneo. Metade dos partos realizados no setor privado ocorrem nessa idade gestacional. "O trabalho de parto espontâneo é a única maneira 100% segura de saber que o bebê está pronto para nascer. Esse processo traz uma série de benefícios para a mãe e o bebê. Privá-los do trabalho de parto, por meio de cesarianas eletivas, pode gerar consequências negativas para a saúde de ambos", disse o representante do Unicef no Brasil, Gary Stahl, em nota. O elevado número de cesarianas coloca o Brasil em segundo lugar no mundo em percentual deste tipo de parto. Segundo o Unicef, enquanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) estabelece em até 15% a proporção de partos por cesariana, no Brasil, o percentual chega a 57%. As cesarianas representam 40% dos partos realizados na rede pública de saúde e 84% dos partos na rede particular. Para o Unicef, o direito ao trabalho de parto espontâneo é um dos desafios atuais do Brasil. "Os direitos de cada criança começam – e devem ser garantidos – antes mesmo do nascimento. Para tanto, é fundamental que as mulheres tenham acesso ao pré-natal de qualidade e recebam todas as orientações para que seus filhos possam nascer no momento certo, de forma humanizada", diz o fundo.

Universidade do SUS promove curso online sobre abordagem clínica de zika
Foto: Getty Images

Com o objetivo de capacitar profissionais de saúde para atendimento de casos de zika, o Ministério da Saúde e a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) oferecem o curso online "Zika: abordagem clínica na atenção básica". Destinado a profissionais de saúde e demais interessados, o curso tem carga horária de 45 horas e está com inscrições abertas até 31 de dezembro deste ano. O conteúdo é composto por atividades interativas, estudo de casos-clínicos, vídeos com especialistas e entrevistas. Também são disponibilizados, na biblioteca virtual, livros e vídeos com conteúdos referentes ao tema para o aluno que desejar aprofundar seus conhecimentos. O curso está estruturado em quatro Unidades Educacionais, que tratam dos temas: aspectos epidemiológicos, promoção à saúde e prevenção de infecção pelo vírus Zika; quadro clínico e abordagem a pessoas infectadas com vírus da Zika; os cuidados com as gestantes com suspeita ou confirmação de infecção pelo vírus Zika e do recém-nascido com microcefalia e a vigilância da infecção por vírus Zika e suas complicações.

Convênio entre Anvisa e USP desenvolve projeto de rastreabilidade de medicamentos
Foto: Getty Images

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) firmou nesta quarta-feira (19) um convênio com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) para desenvolvimento de um projeto-piloto de rastreabilidade de medicamentos. O modelo é baseado na Lei 13.410 de 2016, que substituiu a norma anterior de criação de um sistema Sistema Nacional de Controle de Medicamentos. "Apesar da excelente intenção da lei que era responder às denúncias sobre falsificação de medicamentos, como toda a lei feita sob uma certa emoção do momento ela se revelou não factível. Ela propunha implantar em três anos apenas um sistema que é complexo", afirmou o presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa, sobre por que não foi possível cumprir o estabelecido na lei anterior. Segundo a Agência Brasil, Barbosa disse que o novo sistema está, agora, na fase de regulamentação que tem prazo de quatro meses, prorrogáveis pelo mesmo período. Em seguida, deverá ser posto em prática, com auxílio do Hospital das Clínicas, vinculado a USP, o projeto-piloto de rastreabilidade. O convênio firmado hoje prevê o investimento de R$ 5 milhões para elaboração desse modelo, que terá ainda apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Os resultados obtidos na fase experimental serão avaliados por um período de até oito meses, para que, então, o sistema passe para a etapa de implementação, com prazo de até três anos. Barbosa destacou que a falta de exemplos internacionais faz com que a experiência brasileira seja pioneira em sua magnitude. "Nós não temos um país do tamanho do Brasil que implantou", afirmou ao lembrar que existem experiências semelhantes na Turquia e na Argentina. O presidente da Anvisa disse que espera que, ao final desse novo processo, o Brasil consiga elaborar um modelo que atenda às diversas necessidades em relação ao tema, abrangendo as assimetrias do país. "Um sistema factível, simples, que atenda à complexidade do país e se volte para apresentar aqueles resultados que são esperados: combater as fraudes, falsificação e possibilitar o gerenciamento de toda a cadeia de produção, distribuição e dispensação de medicamentos no nosso país", completou.

Ministério da Saúde destina mais de R$ 15 milhões ao custeio de nefrologia na Bahia
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Portaria do Ministério da Saúde publicada nesta quarta-feira (19) redefine o recurso do limite financeiro mensal destinado ao custeio de nefrologia na Bahia. Foram destinados aproximadamente R$ 15,9 milhões para 18 municípios do estado. Os valores variam de R$ 189 mil a R$ 3,1 milhões e incluem Alagoinhas, Barreiras, Brumado, Camaçari, Eunápolis, Feira de Santana, Guanambi, Ilhéus, Itabuna, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso, Salvador, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Serrinha e Vitória da Conquista.

Quarta, 19 de Abril de 2017 - 13:10

Bill Gates destina US$ 18 milhões para pesquisas de combate ao Aedes aegypti

por Jamil Chade, correspondente na Suíça | Estadão Conteúdo

Bill Gates destina US$ 18 milhões para pesquisas de combate ao Aedes aegypti
Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas

O fundador da Microsoft, Bill Gates, revelou ontem em Genebra que fechou um acordo com o governo e entidades dos Estados Unidos, em 2016, para destinar US$ 18 milhões para modificar geneticamente os mosquitos Aedes aegypti, tornando-os estéreis. Respondendo ao Estado, Gates relatou que os testes estão sendo realizados principalmente em Antioquia, na Colômbia, nos subúrbios do Rio, e também na Indonésia. O experimento ocorre depois que, na Ásia, cientistas obtiveram resultados positivos no Vietnã e em outros países tropicais. Seus assessores apontam que a iniciativa tem o potencial de ser a iniciativa de saúde de maior impacto da Gates Foundation que, ao longo dos últimos anos, destinou mais de US$ 500 milhões para tratar doenças. A estratégia consiste em contaminar o mosquito com a bactéria Wolbachia. Como consequência, os descendentes não teriam a capacidade de transmitir doenças. A bactéria está presente em 60% dos mosquitos e insetos. Mas não no Aedes aegypti. "Essa é a novidade. Estamos realizando os testes e, até o fim do ano, saberemos se isso vai funcionar", contou Gates. Se os testes derem resultados positivos, a proteção para populações de locais com a presença endêmica do mosquito poderia aumentar em 40%. Além do experimento no Brasil, Gates revelou que está aplicando sua fortuna na busca por novos pesticidas que possam trazer melhores resultados. Entre 2005 e 2016, ele já investiu US$ 100 milhões em um projeto de pesquisa no Reino Unido. Para os próximos cinco anos, prometeu mais US$ 75 milhões. "Estamos fazendo muito para lidar com o controle de vetores. Aqueles produtos que temos hoje já criaram resistência (nos mosquitos)", contou. Segundo ele, seu financiamento passou por um debate dentro da Organização Mundial de Saúde (OMS) para garantir que os novos produtos químicos estejam dentro dos padrões aceitos pela entidade. "Queremos maior eficiência", disse Gates. Segundo a Organização das Nações Unidas e a Cruz Vermelha, o fortalecimento do mosquito em diversas regiões tropicais do mundo é uma ameaça ao combate à pobreza. Em estudo recente, as entidades apontaram que o maior risco do zika, por exemplo, é o de reverter ganhos sociais nos últimos anos. Os dados mostram que o impacto da doença tem sido maior que os programas de apoio que há nas regiões para lidar com a pobreza, como o Bolsa Família. "No Brasil, os custos indiretos da microcefalia foram estimados em US$ 1,7 mil por mês, seis vezes o valor do benefício adicionado ao Bolsa Família para mães de crianças com microcefalia", alertou.

Pessoas abaixo do peso ou obesas têm maior tendência a enxaqueca, diz estudo
Foto: iStock

Um estudo desenvolvido na Universidade John Hopkings, nos EUA, concluiu que há uma maior tendência a enxaqueca entre pessoas que estão abaixo do peso ou obesas. Foram analisados 12 estudos sobre índice de massa corporal (IMC) e enxaqueca, com dados de quase 300 mil pessoas. Os pesquisadores descobriram que os obesos têm propensão 27% maior a ter enxaqueca do que pessoas com peso considerado normal, enquanto a tendência é 13% maior entre pessoas abaixo do peso. "É fundamental que os médicos saibam como a obesidade e o baixo peso são potenciais fatores de risco para a enxaqueca", afirmou Lee Peterlin, autora do estudo. Segundo o jornal O Globo, a profissional explicou que a relação entre peso e enxaqueca não é tão danosa quanto a observada em casos de transtornos bipolares ou cardiopatia isquêmica. Paterlin ressaltou ainda a importância de idade e sexo como variáveis no relacionamento entre IMC e enxaqueca. "O risco de obesidade e a ocorrência de enxaqueca são mais comuns entre mulheres e em pessoas mais jovens", alertou. "Não está claro como a composição corporal pode afetar a enxaqueca. O tecido adiposo secreta uma ampla gama de moléculas que poderiam desempenhar um papel no desenvolvimento de enxaqueca", concluiu.

Feira: Menina morre após sofrer AVC e familiares acusam negligência em policlínica
Foto: Ney Silva / Acorda Cidade

Uma adolescente, de 13 anos, internada desde 8 de abril no Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana, faleceu na tarde desta terça-feira (18). Antes, a estudante Carolina Santos Vaz, de 13 anos, estava em uma policlínica no bairro Rua Nova. Ao Acorda Cidade, familiares da garota disseram que a causa da morte teria sido a prescrição equivocada de medicamentos na policlínica. Eles ainda contaram que a menina deu entrada no HEC em coma profundo após um Acidente Vascular Cerebral (AVC), depois de ter recebido alta na policlínca. Ainda segundo o site, a Secretaria Municipal de Saúde determinou abertura de uma sindicância para apurar o caso. Em nota, a pasta informou que “está convicta de que a equipe médica que atendeu Caroline atuou de maneira correta, enquanto ela esteve sob assistência da policlínica”. A família da vítima também acionou o Ministério Público (MP) e registrou uma queixa-crime para investigar as causas da morte. 

Hospital Municipal de Vera Cruz corre risco de desabamento; reabertura está indefinida
Laje da unidade está danificada | Foto: Divulgação

Prevista inicialmente para o mês de maio, a reabertura do Hospital Municipal Maria Amélia, em Vera Cruz, está indefinida devido a problemas na estrutura. Engenheiros que atuam na recuperação da unidade de saúde constataram que a laje corre risco iminente de desabamento. De acordo com laudo técnico, a estrutura apresenta rachaduras, ferragens oxidadas e falta de concreto. No entanto, as falhas estavam encobertas pela massa corrida. "O espaço com risco de desabamento é o mesmo onde foi instalada a recepção, mesmo lugar que dezenas de munícipes aguardavam atendimento", afirmou o prefeito do município, Marcus Vinicius. "O processo de recuperação do hospital previa a requalificação de leitos e a compra de equipamentos do centro cirúrgico, em não envolvia a área da recepção, já que a mesma havia passado por reforma", completou. O gestor disse ainda que a laje será demolida, o que torna a obra, iniciada em fevereiro deste ano, mais complexa.

Sessão temática discute Programa Telessaúde para qualificação profissional
Foto: Divulgação

A Escola Estadual de Saúde Pública Professor Francisco Peixoto de Magalhães Netto (EESP) promove na próxima quarta-feira (26) uma sessão com tema "Diálogos sobre Telessaúde: promovendo a qualificação profissional e organização da rede". O evento acontece a partir das 8h30, no auditório da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba). O encontro é voltado para estudantes, profissionais, trabalhadores, professores e gestores da Saúde e interessados pelo tema. A sessão será conduzida pela palestrante Helena Oliveira Salomão do Amaral, coordenadora estadual do Telessaúde Bahia, enfermeira sanitarista com especialização em Saúde Pública e Gestão Municipal e Mestranda em Telessaúde e Telemedicina pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj). As inscrições são exclusivamente presenciais.

Histórico de Conteúdo