Entrevistas

'Precisa mudar esse conceito que só velhinho sofre de hipertensão', diz especialista

A Dra. Frida Plavnik é nefrologista e diretora científica da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH). Em entrevista ao Bahia Notícias, a médica fala sobre o aumento dos casos de hipertensão, principalmente em pessoas cada vez mais jovens, o que pode fazer com que a sociedade sofra impactos econômicos e sociais mais graves do que se imagina. "As pessoas têm que se conscientizar que enfartar ou ter um AVC aos 40, 45 anos, não é uma coisa rara, não é uma exceção à regra. É muito mais frequente do que se possa imaginar. E isso compromete a renda, dinheiro de saúde pública, a qualidade de vida da família, vai fazer com que os filhos tenham que sair da escola para trabalhar mais cedo e sustentar a casa... Então esse é um problema socioeconômico muito grande. E precisa mudar esse conceito de que é só o velhinho que sofre do problema". Ao BN, Frida ainda dá dicas de como conviver com o problema, alerta para o desenvolvimento da doença em crianças e adolescentes e explica os mitos que envolvem a pressão alta.

Veja mais

Quarta, 19 de Fevereiro de 2014 - 17:40

Dieta sem carboidrato pode prejudicar a saúde

Dieta sem carboidrato pode prejudicar a saúde
Um dos principais mitos sobre o macarrão é que, por ser rico em carboidratos, o seu consumo prejudica quem quer perder peso. Mas segundo a nutricionista Fabiana Fontes, consultora da Pelaggio, ter uma alimentação pobre em carboidratos sem acompanhamento médico pode trazer sérios riscos à saúde. “Os carboidratos presentes nas massas são responsáveis em nos fornecer nutrientes energéticos, são eles que ministram a maior parte da energia necessária para o corpo realizar nossas atividades normais, como andar e trabalhar”, explica Fabiana.
 
Os principais efeitos sentidos por quem restringe o consumo de carboidratos são cansaço, dores de cabeça, sonolência, fraqueza, falta de concentração, tontura e até desmaios. Além disso, um corte total de carboidratos da alimentação diária faz com que o organismo passe a usar a proteína como fonte de energia, o que provoca a perda de massa magra. “Quem corta totalmente os carboidratos pode até registrar uma perda de peso, como defendido pelas dietas da moda”, conta Fabiana. Porém, destaca que essa redução não acontece de uma forma saudável e dificilmente consegue ser mantida posteriormente.
 
Segundo a especialista, consumir macarrão, na quantidade correta e com os acompanhamentos indicados, pode inclusive contribuir na redução do peso. Isso porque o macarrão possui um baixo Índice Glicêmico (IG), ou seja, diminui a velocidade do nível da glicose no sangue, o que proporciona saciedade mais prolongada. De acordo com Fabiana, a quantidade ideal recomendada para um adulto é de dois pegadores de massa numa refeição, sempre acompanhados de uma fonte de proteína, como carnes, frango, peixe, ovos cozidos ou peito de peru, e legumes variados.

Comentar

   

Histórico de Conteudo

Artigos

Maria Inês Vasconcelos
Síndrome de Burnout e Trabalho

Veja mais